Não ignore seus limites!

Sabe aquela amiga sarada que sobe escada correndo e conversando e não dá nem uma respiradinha mais funda?

Pois é, todo mundo tem uma criatura dessas na turma…kkk.

Claro que não há nenhum problema em ter esse fôlego, mas isso acaba deixando as pessoas ao redor um pouco desconfortáveis, a pergunta logo surge: Se ela consegue, eu também posso!!

Ta amiga, tudo bem, você até pode se esforçar e atingir o preparo físico da bunitinha aí ao lado, mas isso não acontece de um dia para outro,né?

Nós gordinhas temos alguns algumas limitações que devemos respeitar, subir escadas por exemplo? Cansa poxa, e muito! Por que não subir mais devagar ou sem responder a aquela amiga tagarela ao lado?

Dá para ser você, fazendo tudo o que gosta sem terminar o dia como se tivesse sido jogada num ringue de luta. Você e o seu corpo precisam dessa parceria!

No dia a dia, vale ir mais devagar às caminhadas, aos passeios de bicicleta e tals, e se a situação te incomodar muito, por que não começar algum exercício aeróbico? Dança talvez? Ajuda e muito!

A situação vale como exemplo para outras tarefas simples, tipo comprar roupa.

Eu fui uma criança gordinha e sei o pesadelo que isso significava, minhas amigas compravam roupa até na feira. E eu? Tinha tooooodo um ritual. Acha a loja, experimenta a roupa, segura a barriga, experimenta de novo e por ai vai…

Hoje o drama já é bem menor, o número de lojas que vedem roupas no segmento plus quase que dobrou e ir as compras ficou mais fácil, mas se ainda assim você não se sente confortável em ir comprar roupas com as suas amigas siga as dicas:

-Escolha uma loja de departamento que tem o segmento, assim você também namora a vitrine sem ter que perguntar se eles tem o GG(pior é a cara de algumas vendedoras… aff)

– Não leve o cartão. Pronto, como irá comprar?

-Pense em comprar um acessório ao invés de roupas… assim não fica chato só você não levar nada.

 

Enfim, você tem opções para sair dessa saia justa…kkk

 

Fato é que temos alguns limites mas podemos viver com eles numa boa, sem crise e sem neura, podemos fazer o que quiser, no nosso jeito!

Então, vambora ser feliz?

 

Beijo a todas!

Camila Duarte

About author

Alan Leocádio

Tem 33 anos, é Designer Gráfico e Web Designer. Criador do Blog Fattitude e sempre apaixonado pelo mundo Plus.